Pseudociese – respire fundo, está tudo bem!

 
Minha cachorrinha engordou, começou a montar um ninho, às vezes fica agressiva e chegou a ter produção de leite nas glândulas mamárias. Minha cadela está grávida? Mas ela não cruzou, como isso?

Mais conhecida como gravidez psicológica, a pseudociese não é tão perigosa assim. Trata-se de um disfunção hormonal da progesterona (hormônio do sexo feminino) que faz com que a cadela acredite que esteja grávida mesmo não estando. Ocorre quando a cadela não é castrada, e quando ocorre uma vez, ela pode apresentar o problema novamente. Acontece pelo menos uma vez com 50% das cadelas que não são castradas, geralmente entre dois a quatro meses depois do último cio.

Comumente a cadela começa a juntar objetos, brinquedos ou sapatos e a cuidar como se fossem sua cria. Algumas fêmeas ficam bem irritadas se você tenta tirar dela, porque afinal pra ela está apenas defendendo sua cria. É indicado que os donos não tentem tirar os filhotes imaginários, pois isso pode deixar a cadela bem ansiosa e agressiva.

Preciso procurar um veterinário?

Sim. Embora na maioria das vezes as fêmeas retomem seu comportamento normal após cerca de duas semanas de “gravidez”, há casos em que a ajuda medicamentosa ou até cirúrgica como a castração pode ser indicada – o tratamento varia de acordo com os sintomas da cada fêmea. Além disso, o acúmulo de leite nas mamas pode gerar uma infecção conhecida como mastite ou empedramento do leite, causando dores, nódulos e tumores na área, além de muita irritação, e deve ser tratada rapidamente por um profissional. Infelizmente a falta de tratamento pode acarretar uma série de problemas bastante complicados, incluindo tumores, infertilidades e o câncer.

Sua melhor forma de prevenção é a castração, já que evita a produção dos hormônios ligados à gestação.

Por que acontece?

É uma questão comportamental. A origem desta disfunção hormonal vem da época em que os cachorros eram selvagens. Antigamente as fêmeas que ocupavam uma posição inferior na matilha tinham um aumento da produção de leite, de modo que podiam ajudar a alimentar os filhotes de uma mãezinha que tinha dado à luz recentemente.Com isso os filhotes cresciam fortes e saudáveis. Era uma questão de trabalho em grupo. Esse comportamento hoje não é mais funcional, porém foi mantido e ocorre ocasionalmente.

 
Obrigado pela visita, espero você mais vezes aqui!

Anúncios

Deixar subir ou não na cama?

cama 1

Hoje o assunto divide muitas opiniões. Aqui eles tem quatro caminhas espalhadas pelo quarto, porém minha preferência é que sempre durmam comigo. Ao contrário do que muita gente pensa, o shih tzu eles não solta tanto pelo, o que pra mim seria o maior problema.

Quando tinha só o Mylow, meu sonho era que ele ficasse horas comigo na cama! Mas ele nunca queria ficar, era eu colocar e em 15 min no máximo ele pedia pra descer. Via várias pessoas reclamando do contrário e não conseguia entender. Quando peguei a Jolie nunca ensinei ou induzi, ela por si só sempre gostou de ficar na cama, e eu como sempre deixei, ela cada vez mais foi ficando. Hoje ela dorme comigo todos os dias.

Hoje vamos falar algumas vantagens e desvantagens de deixar seu peludo subir ou dormir na cama.

Vamos começar com as vantagens, porque vantagem é sempre muito mais legal!

Cães são fofos, quentinhos e aconchegantes, e aqui a Jolie esquenta meu pé todos os dias para dormir! É muito gostoso ficar com um cachorro na cama, é chamego o tempo todo, tem muita troca de carinho antes de dormir e na hora de acordar.  E com certeza o dia começa muito melhor!

Normalmente, os cães gostam de ficar na cama. Há aqueles que preferem ficar um pouco e logo descer, que é o caso do Mylow, e tem aqueles que sobem e vão até o outro dia com você, como minha pequena Jolie.

Eles tem a vida tão curta, que não consigo e nem nunca passou pela minha cabeça proibir o acesso deles.

Outra questão que não posso deixar de comentar é com isso diminuí minha ansiedade, quando chega a hora de dormir e estou preocupada ou nervosa com qualquer coisa, é IMPOSSÍVEL pensar nisso quando se está ganhando milhões de lambidas por minuto, você esquece seus problemas e só curte aquele momento. Isso me deixa muito relaxada, o que faz com que o meu sono fique muito mais tranquilo.

Agora vamos falar sobre algumas desvantagens:

Se seu peludo é muito agitado durante a noite, ou ronca alto, ou fica subindo e descendo durante a noite toda, isso realmente irá atrapalhar, fazendo com que você acorde muito cansado (a). Ou também pode ser você que se mexe muito e com isso pode sem querer provocar um acidente, como jogar seu cãozinho pra fora da cama.

Porém acho que a grande cisma da maioria que não deixa os peludos subirem é a questão da higiene. Por mais limpo que seu cãozinho seja, ele sempre será um cachorro, e sua patinhas vão ao chão, à rua, à grama, e, por mais que você limpe, elas nunca estão 100% limpas. Fora que ele deita em vários lugares se esfrega em vários lugares. Enfim, se você for um maníaco por limpeza, realmente não vai ser uma boa ideia. Aqui Mylow vai à rua todos os dias, então toda vez que volto passo um paninho com água ou lencinho umedecido próprio pra cachorro ou um bem suave de bebê.

E aí?! Você deixa ou não os peludos ficarem na cama?

Brinquedo de corda

10606278_350343398466140_5867438213853579256_n

Puxa para cá, puxa para lá – é assim que descrevo a atividade principal dos brinquedos de corda. Brincadeiras a parte, eles são essenciais para estimular as articulações e músculos do seu pet, além de promoverem a saúde bucal, já que massageiam a gengiva e ajudam na limpeza dos dentes, evitando o acúmulo de tártaro. E, de quebra, fazem com que o animal não fique entediado.

Mylow desde de filhote teve alguns brinquedos de corda. Às vezes ele brincava sozinho, mas muitas vezes eu segurava a outra ponta, fazendo um tipo de cabo de guerra, e isso era muito bom! Principalmente porque o filhote tem muita energia e, se você não gastar essa energia, ele acaba fazendo o que não deve dentro de casa. Muitos questionam esse tipo de brincadeira (cabo de guerra entre cão e dono), mas há vários estudos que garantem que não causa nenhum dano à personalidade do animal.

Quando a Jolie chegou, tudo mudou: começou um incansável cabo de guerra quase todos os dias entre eles dois. Se tornou uma das brincadeiras preferidas deles, já que vivem disputando a liderança. O que muitos não sabem é o que os cães são descendentes de lobos. Os lobos brincam assim e quem fica com o graveto final é o Lobo Alpha, então o cão também gosta desse tipo de brincadeira para demonstrar sua liderança.

Quanto à limpeza da corda, geralmente lavo uma semana sim, outra não, pois, como fica um pouco molhado, vai no chão e é de pano, acumula muita sujeira. Lavo na máquina mesmo.

Na hora de escolher o brinquedo de corda do seu cão, lembre-se de levar em consideração o tamanho:  uma vez a minha mãe comprou um modelo tão grande e pesado que a pequena Jolie não conseguia carregar! Então fica de dica.

cordaaa

Esse tipo de brinquedo:

  • Estimula uma atividade de exercício físico intenso
  • Necessita de pouco espaço físico, podendo brincar até dentro de um apartamento
  • Reforça o companheirismo entre cães da mesma casa e entre cão e dono
  • Reforça a liderança, e não a dominância do dono, estreitando os laços entre as duas espécies
  • Trabalha com instintos naturais, evitando que esses mesmos instintos sejam direcionados para atividades destrutivas
  • Auxilia o equilíbrio mental dos cães mais ansiosos, que encontram uma forma e uma hora adequada para extravasar
  • Recompensa o bom comportamento, a obediência e a cooperação com o dono
  • Estimula o aumento da autoconfiança em cachorros muito tímidos

E aí, ja curtiu nossa fanpage? E nosso perfil no Instagram? Você não vai querer ficar fora dessa, vai?