Passo a passo – centopéia de meia!

centopeia

Quem aí nunca correu atrás do seu peludinho pra resgatar uma meia? Aqui, as minhas ilustres ~comportadas~ insistiram em roubar meias da minha mãe por longos períodos. A solução? Aquele velho ditado: se não pode contra eles, una-se a eles. Se na sua casa o peludo for da turminha dos meliantes de meia, vem com a gente que o post de hoje foi feito pensando em você.

Vamos criar um brinquedo novo pro seu bichano com seu cheirinho e super atraente? Basta pegar um meião que vá até o joelho (se for colorido, vai ficar mais legal) e várias meias velhinhas. Se tiver algum chocalho ou apito tipo squeeze em casa, pode pegar também!

O passo a passo é simples: enrole as meias velhinhas de forma a conseguir bolinhas. Se tiver um squeeze, ponha dentro das bolinhas de meias. Enfie no meião uma bolinha de meia por vez e dê um nó. Usei liga de borracha colorida, com reforço de costura, achei mais fofinho. Repita até que acabe o meião. Pra enfeitar, coloquei olhos e linguinha feitas de feltro. Só chamo a atenção para reforçarem na costura. Garanto que seus peludos adorarão e será um ótimo brinquedo pra servir de cabo de guerra (seja entre dois peludos ou entre você e seu melhor amigo). Por aqui a guerra foi mesmo de verdade e não largaram o brinquedinho novo, e super econômico, desde que viram. Aliás, quase nem me deixaram fotografar a centopéia, rs.

centopeia meia

Você ainda pode aproveitar o outro lado do meião. Pegue uma bolinha (de tênis ou de borracha) e ponha bem ao centro do meião, fixando sua posição com nós de cada lado para a bolinha não escorregar. O pedaço de meia que sobrar para os lados da bolinha pode ser cortado em tiras. Esse é outro brinquedo que fará sucesso, podem apostar! Se quiser trançar os fios, vira uma corda e com a bola no centro, vai pular e encantar seu amiguinho.

Gostaram? Quem fizer nosso passo a passo, deixe comentários e mande foto para nosso e-mail. Adoraremos seu retorno!

Ah, já curtiu nossa fanpage? Passa lá! Temos também perfil no Instagram!

Anúncios

Adestrando o local do banheiro!

Uma das principais dúvidas para quem tem ou pretende ter um cachorro é como ensinar ou adestrar o local correto para fazer as necessidades. Alguns consideram uma missão impossível, mas eu garanto que com persistência e paciência será possível sim. Aqui em casa, passei por esse processo de aprendizagem 3 vezes com a Melissa. Por isso resolvi dividir a experiência de como eu fiz em casa fase.

Antes de tudo comece escolhendo onde você deseja que seu cachorro faça as necessidades, o ideal é que seja relativamente longe do local da alimentação e de onde irá dormir. Nesse local você pode deixar tapetes higiênicos para cachorro, jornal ou sanitário com grade para cachorro.

adestrandobanheiro-01

A primeira etapa de aprendizado da Mel foi logo que ela chegou (ela tinha 2 meses). Fiz da seguinte forma: como moro em apartamento, separei um espaço para ela na área de serviço. Por passar boa parte do dia fora de casa, optei pelo confinamento – que é quando você restringe o ambiente do cachorro, a fim, exatamente, de ele aprender o local certo das suas necessidades. Com um portãozinho eu limitava o espaço dela. A minha área de serviço tem um espaço razoável e dava para ela ficar tranquilamente. Quando chegava do trabalho ela ficava livre, mas a levava de hora em hora ao “banheiro” dela e esperava até uns 5 minutos para que ela fizesse algo. Nessa etapa eu comecei com o jornal, para facilitar o aprendizado eu mantinha sempre um jornal sujo do próprio xixi dela para ficar por baixo do jornal limpo (há no mercado alguns produtos que imitam o cheiro, mas preferi usar o natural mesmo). Forrei de jornal uma boa parte do piso para que ela se acostumasse e fui diminuindo a quantidade de jornal aos poucos. Toda vez que ela acertava eu fazia festa e dava um petisquinho a ela (pequeno mesmo) e quando ela errava eu dizia “não” bem firme e a levava até o local certo e dizia “xixi aqui” – o certo é não brigar e nem dar muita importância ao fato errado. Agora em relação ao nº2: era muito complicado repreender, porque ela travava e não fazia mais, por isso passei a deixar ela terminar e dizer “não” logo em seguida, assim que ela terminasse, e novamente a levava ao local correto e repetia que o banheiro era ali. Essa fase foi bem complicada, porque eles não sabem segurar as vontades e, se estiverem muito longe do lugar apropriado, podem fazer no meio do caminho ou no tapete mais próximo.

Com o passar do tempo, fui aumentando o espaço do confinamento dela e passando a deixá-la também na cozinha, assim o portãozinho passou a ficar entre a cozinha e a sala. O local correto do banheiro ia conquistando a mente da pequena Melissa. Essa primeira fase de aprendizado durou até os 4 meses para ela estar 80% firme no local certo. E o confinamento durou até os 6 meses. Com muita paciência e persistência, ela aprendeu direitinho o local correto. Depois dos 6 meses ela ganhou quase que todo o apartamento para ela.

adestrando o local do banheiro 01-01

A segunda etapa foi quando ela completou 1 ano e decidi que ela usaria o sanitário de grade, escolhi o da marca PipiDolly (trata-se de um sanitário plástico com a parte inferior fechada e a superior cheia de furinhos, e dentro dele você coloca o jornal ou tapete higiênico). A mudança ocorreu por dois motivos: primeiro porque mesmo na idade adulta ela fazia xixi quase sentada e molhava um pouco as patinhas e o segundo motivo foi o cheiro, o jornal diretamente no chão deixava um cheiro muito ruim. Mas eu não sabia que estava retrocedendo todo o aprendizado, os primeiro dias foram péssimos, a Mel fazia as necessidades ao lado do sanitário e ainda escolheu um outro espaço para fazer o número 2. Quase me arrependi da mudança, até que depois de umas 2 semanas da experiência comecei a usar o jornal por cima (dentro e por cima) do sanitário de grade e aos poucos ela começou a entender e fazia no local certo, mesmo que por cima do jornal. Depois de mais umas 2 semanas, passei a deixar o jornal em uma das metades do sanitário, e deixei por mais 2 semanas e passei a alternar, ora com e ora sem jornal. Até que enfim ela se adaptou ao PipiDolly!

A terceira etapa foi no início desse ano, a Mel já tinha 1 ano e 6 meses e tive a brilhante ideia de mudar o local do banheiro dela, passando da área de serviço para a varanda. Essa adaptação também não foi fácil, mas com algumas táticas foi possível. Logo no início eu separei o sanitário (já que ele vem com duas bandas de encaixe) e deixei uma delas no local desejado e a outra mantive na área de serviço. Com uma semana dessa separação, passei a tirar a banda da área de serviço todas as vezes que estava em casa e a obrigava a usar o da varanda. Fiz isso durante quase 1 mês até que tirei qualquer lembrança do banheiro na área de serviço: tapetes, panos, jornal – nada que ela pudesse usar como banheiro. Ela chegou a errar algumas vezes, mas atualmente o erro não ocorre mais, essa adaptação demorou quase 2 meses e funcionou super bem. A mudança foi excelente!

Sobre a limpeza das necessidades do local errado: esse é um fator muito importante, porque deve-se tirar qualquer resquício de lembrança de que foi feito qualquer necessidade ali. Recomendo o Herbalvet (é um produto inofensivo para animais domésticos, não causa alergias e outras complicações causadas por produtos de limpeza). Tenha sempre o produto em um recipiente com spray para facilitar o uso.

Dicas úteis:

  • Na fase inicial, se não optar pelo confinamento, espalhe mais de um banheiro no ambiente e vá tirando aos poucos até ficar o local correto;
  • Faça sempre festa e/ou tenha um petisco de agrado para todas as vezes que o cãozinho acertar o local;
  • Para evitar que eles se molhem muito na hora do xixi, o ideal é uma tosa mais detalhada nas patinhas traseiras, peça para aparar um pouco mais os pelos que mais costumam molhar na hora do xixi;
  • Mantenha a tosa higiênica sempre em dia, os shih tzus são cães com muito pelo e isso atrapalha na higiene. Para os cães filhotes que ainda não podem ir a petshop, tentem aparar um pouco o pelo do bumbum;
  • Mantenha o local do banheiro sempre limpo, alguns cães não fazem as necessidades quando o jornal (ou o tapete ou o sanitário canino) estão muito sujos;
  • Não facilite o erro: se tiver algum tapete que seja adotado como banheiro, tire-o até que o cãozinho esteja pronto para saber o correto;
  • Não desanime, persista sempre;
  • Não brigue, nunca! Só vale ser firme na hora do ocorrido, depois de 5 minutos já não vale mais nada.

Para saber mais sobre cães, fique de olho no blog e em nosso Facebook!

Penteados passo a passo: Copa 2014

Aaaahh! Chegou a tão esperada Copa! Época de vestir a bandeira e torcer muito! A turma do Shih Tzu Café não podia ficar de fora. Claro que não nos esquecemos dos nossos leitores e preparamos dicas rápidas para deixar os peludinhos no clima da Copa.

Então vamos lá!

Para todos os penteados vamos usar os mesmos itens:

 

– Pente10438762_755289201158910_391277973_n

– Elásticos

– Laços Verde e Amarelo

 

 

 

Penteado n°. 1:

parte final

Para este penteado, primeiro vamos escovar o pelo sem prender. Em seguida separamos uma pequena mecha e prendemos com um elástico (escolhi as cores do Brasil para os elásticos também).

parte 1

Em seguida repartimos o pelo ao meio. Separo 2 mechas e divido aquela mecha inicial para se juntar às outras e entãos prendo com elásticos.

parte 2

E por último separo uma mecha larga atrás das demais e a divido em 3 partes. As duas mechas da frente também separo para formar 3 mechinhas que junto às outras. Prendo com elásticos e daí é só acrescentar os laços – ou não!  rsrs

parte 3

 

 

Penteado nº. 2:

tiara final

Esse é bem mais fácil do que o penteado anterior! Após a escovação, penteio todo o pêlo da cabeça para um lado só, a partir daí vou separando mechas e prendo com elásticos. Separo em 4 partes. Depois é só colocar os laços ou pompons.

tiara completo

Para o da Lillith fiz da mesma forma, só que os pelinhos ficam espetados por ser mais curto, então não estranhem caso seu baby seja filhote ainda.

 

Penteado nº. 3:

lateral 13

Neste, após a escovação, penteio todo o pelo da cabeça para o mesmo lado. Depois separo um mecha na lateral e prendo com um elástico, em seguida faço outra mecha e prendo as duas juntas, assim vou repetindo até chegar do outro lado.

lateral parte 1

Após fazer a frente, separo uma mecha grande em toda a parte de trás e prendo junto com o ‘rabinho’ que ficou no final. Depois é só acrescentar o laço para finalizar!

lateral parte 2

Nesse penteado você também pode ir intercalando elásticos e laços para ficar mais decoradinho.

 

E assim a Turminha do Shih Tzu Café entra no clima da copa para torcer muito pelo nosso Brasil!!!

 Aproveita e curte a nossa Fanpage! 

turminha de copa

Penteados passo a passo: Trança

Agora teremos uma nova categoria de passo a passo, vamos ensinar alguns penteados simples e fáceis para deixar nossos pequenos ainda mais fofos do que já são! O penteado escolhido para iniciar foi a trança. Teremos um passo a  passo para cães de pelo médio ou filhotes e outro para aqueles de pelos longos. Vamos começar?

Trança para filhotes ou pelo médio

 

Para fazer o penteado vamos utilizar:pente e elasticos

1 pente

3 elásticos de silicone para cabelo

 

Primeiro penteamos o pelo todo como já aprendemos aqui, mas não vamos prender o topete.curto

Em seguida separei a primeira mecha, fiz uma trança simples e prendi com um elástico de silicone.parte 1

Separei uma segunda mecha, que dividi em duas partes. Coloquei a primeira trança nesse meio e fiz o trançado por cima amarrando no final as duas tranças juntas.parte 2

Por último, separei outra mecha e novamente dividi em duas partes. Coloquei as outras tranças no meio e fiz o último trançado por cima, prendi com elástico e finalizei com uma rosinha de cetim.parte 3

 

Trança para pêlos longos

 

Para fazer o penteado vamos utilizar:pente e elasticos

1 pente

1 elástico de silicone para cabelo

 

Primeiro penteamos o pelo todo como já apendemos aqui, mas não vamos prender o topete.longo

Em seguida separei a primeira mecha e fiz uma trança simples. Nesse caso não precisamos amarrar.parte 4

Separei uma segunda mecha, que dividi em duas partes. Coloquei a primeira trança nesse meio e fiz o trançado por cima.parte 5

Separei outra mecha, dividi em duas partes, coloquei as outras tranças no meio e fiz o último trançado por cima.parte 6

Após terminar a última trança, juntei as três e fiz uma trança normal para finalizar. Na ponta, coloquei um laço resinado puppy.parte 7

 

Não ficou lindo? Esse é um penteado prático e fácil de fazer, mantém os pelos longe dos olhos e pode ser utilizado tanto por machos quanto por fêmeas. Que tal fazer no seu filhote?

Gostou? Então curta nossa Fanpage para mais dicas.

Faça você mesmo – Lacinhos de Páscoa!

E então depois de termos tido uma experiência bem legal fazendo fantasias de carnaval (veja aqui a fada sininho, o palhacinho e o dinossauro) e também um suporte para bilha, trouxemos hoje um novo passo a passo considerando a época em que nos encontramos. Afinal, se é páscoa, que nossos peludos ganhem orelhas grandes, olhos vermelhos e pelos lisinhos. Que todos os bichinhos fiquem coelhinhos formosos e amassáveis!

Você vai precisar:

  • 18 cm de fita de cetim nº 3
  • 1 folha EVA branca
  • Uma tira de filó
  • Liguinhas ortodôncias
  • Cola de Silicone
  • Agulha e linha

 

material

 

Mãos à obra!

Primeiro você queima as pontinhas da fita para não ficar desfiando. Depois, dobre-as feito na foto para ficar parecendo orelhinhas de coelho. Costure deixando naquele jeitinho.

fotos2,3,4

 

Daí vamos desenhar a cabeça do coelhinho no EVA branco e recortar feito como na foto abaixo. E então você desenha olhinhos e nariz do coelho. ATENÇÃO: Depois de desenhar NÃO passe o dedo nem queira apertar onde está desenhado, pois a tinta da caneta demora para secar na folha de EVA e pode manchar todo seu coelhinho.fotos5,6

 

Na etapa seguinte iremos colar o rostinho do coelho na orelha com um pingo de cola de silicone.

O filó você vai dobrá-lo no formato de um retângulo. Costuramos o centro e deixamos no formato de um laço.

fotosfilo

Já aproveitamos a agulha e a linha e unimos ao rosto do coelho costurando pela fita e ainda pregamos as liguinhas. Uma dica é antes de costurar a liga esticá-la para se certificar de que estão boas para uso. E eu prefiro sempre ter duas liguinhas em cada laço porque, com duas cadelas, a chuca tem que ser bem feita.

lacos1

 

Prontinho! Gostaram?!?

lacos coelho

 

E não parei nesse modelo e fiz orelhinhas de EVA mesmo. Bem simples, querem tentar?

Você precisará de:

  • Cola de EVA
  • 01 Folha de EVA branca
  • 01 Folha de EVA cor da pele
  • 01 Marabu de cor a sua escolha
  • 01 laço simples de banho e tosa
  • Agulha e linha
  • Ligas ortodônticas

material2

 

Desenhe no EVA o formato da orelha a ser cortada. Corte-o.

molde

 

Com a folha de EVA cor da pele, faça os detalhes internos da orelha e pregue-os com cola de EVA.

moldecolado

 

Após, corte um pedaço do marabu do tamanho certo para ficar na extensão da orelha desenhada. Cole-o com cola de silicone.

foto 5

 

Como adoro detalhes, preguei um lacinho em cima do marabu (com cola de silicone). Amarre as liguinhas com agulha e linha e…

foto 2 (3)

 

Prontinho! Coelhinhos fofos pela casa!

Agora diz, quem aí vai ficar sem coelhinhos para a páscoa?!

foto (1)

Um ovo, dois ovos, três ovos assim…

Como fazer um suporte para bilha

Quem nunca foi a um pet shop comprar um bebedouro de bilha e encontrou apenas a bilha, sem o suporte? Pois é, aconteceu comigo!

Sempre fui fã de trabalhos manuais, então me veio a ideia: “vou fazer eu mesma um suporte”. Assim, ainda me via livre dos aborrecimentos de suportes para cachorros menores. As meninas vivem reclamando, pelo menos.

Fui fazendo e minhas amigas gostaram. Daí estou eu aqui fazendo o passo a passo para vocês.

Vamos  lá!

Para fazer o suporte vamos precisar de:

  • 2 madeiras (o tamanho varia de cão para cão) cortadas em forma de placa/chapa
  • 1 garrafa pet de refrigerante de 600ml (usei o de Coca-cola por ser transparente e ter a parte do rótulo para enfeitar, mas pode ser garrafa de água também)
  • Bilha
  • Papel contact (tem vários modelos desenhados)
  • Adesivo de letras
  • Tesoura, cola para tecido, fita, pregos e parafusos

Primeiro enfeitei a garrafa, passei fita e usei a cola para tecido para fixar. Embora as letras fossem adesivas, também reforcei com cola para tecido para não correr o risco de cair sozinho. Veja como ficou:

10000121_708143945873436_2057201527_n

Fiz para o Cerberus também:

10009590_708100752544422_321809454_n

Depois peguei 2 pedaços de madeira: o primeiro usei como suporte e o segundo como base. O tamanho pode variar de acordo com o tamanho do cão. Como fiz para a Lillith, as medidas foram as seguintes:  base com 14cm x 10cm  e suporte com altura de 35cm e largura de 10cm. Você precisa fazer o suporte num tamanho bom para o cão dar uma erguidinha na cabeça para beber a água. Lembre-se que, aumentando o tamanho do suporte, é preciso aumentar o tamanho da base também. A madeira utilizada tem 2 centímetros de espessura.

10013604_708515785836252_1241481772_n

Antes de montar passei o contact, envelopando por total as 2 placas de madeira. Logo em seguida preguei a base ao suporte, usando a medida de mais ou menos 5cm para a parte de trás (a parte maior precisa estar na frente, pois é onde a garrafa com água ficará).

montagem

Prendi o suporte com 2 parafusos e pronto. Fácil e rápido! rsrs (Cerberus não usa bilha, nunca aprendeu e acha tecnologia demais para ele)

pronto

É super simples, mas fica muito fofo.

Faça você mesmo – fantasia de dinossauro!

E para me desculpar à altura com os machos leitores do blog pelo atraso no post da fantasia de palhacinho para deixá-los mega arrumadinhos para o bloquinho, venho com outra fantasia facinha facinha de fazer! Foi a Raissa, impulsionada pelo espírito carnavalesco, quem quis fazer pro Ringo e fotografou o passo a passo para gente! Quem quer um dinossauro por aí?!

Você vai precisar de:

  • 0,5 m cetim verde claro
  • 0,5 m de feltro verde escuro
  • Espuma
  • 0,10 m de velcro
  • Tesoura para tecido
  • Cola de silicone líquida (não é a que usamos com pistola)
  • Agulha e linha de pesca (pode ser linha normal, mas minha amiga indicou essa e eu acabei usando)

dinossauro 1

(para fazer a fantasia, gastei ao todo R$ 12,70)

Vamos começar?

Novamente, é interessante pegar uma roupinha que dê no seu peludo direitinho e que seja  bem fácil de copiar o modelo.

*Caso você não tenha, sugiro pegar o “molde” da minha e desenhar num papel e ir tentando achar o tamanho do seu dog.

Então, com a roupinha em mãos você desenhará o molde no cetim verde claro. Note que mais uma vez iremos fazer um macaquinho e fizemos os retângulos na parte de baixo da fantasia já no mesmo tecido pois, diferente da fantasia de palhaço, não temos dois tecidos aqui. Não esqueça de considerar que para todos os lados deve sobrar uma faixa de uns dois dedos para fazermos a bainha. Pode cortar na linha desenhada. Um conselho que eu dou é tentar fazer o mínimo possível de cortes nas fantasias. Assim serão menos pedaços para colar e/ou costurar.

dinossauro 2

Daí é hora de fazer a bainha. Como tinha dado certo na outra fantasia, mantive a técnica da costura com cola de silicone (rs). Repito, a bainha fica perfeitinha. Você irá dobrar duas vezes respeitando o limite do tamanho que dará no peludo. Lembra que deixamos a margem de dois dedos? É essa margem que você dobrará (eu dobro duas vezes para não ficar desfiando. Então, duas dobras de um dedo cada). Passa cola e vai grudando, feito na fantasia anterior.

Após, pregue o velcro onde a fantasia se encontraria. Também aqui foi usada cola. Uma dica para não perder material: lembre-se de que um lado do velcro ficará por fora e outro por dentro. (Difícil explicar, mas simulem antes de colar e entenderão o que eu tô falando). E fiz triângulos que seriam grudados no centro da roupa conforme na foto.

dinossauro 3

Para o rabo, a Raissa simulou fazer um cone de tecido e o encheu de espuma. Para essa etapa, melhor usar agulha e linha e então costurar na roupa, para ficar mais firme. Também ponha alguns triângulos verde escuro no rabo.

rabinho montado

Passada essa fase, ela foi pensar em como fazer a cabeça. Dei a dica: bastou eu lembrar de umas toucas de piscinas e adaptar para a existência de duas orelhas, rs. Cortei dois semi círculos e uma faixa central. Não se esqueça de deixar a margem para a bainha.

dinossauro 4 montado

Então, pregamos na parte do corpo da fantasia (1) e colocamos ali uns triângulos verde escuro também (2). Depois foi só juntar tudo e fazer furos onde entram as orelhas (3).

dinossauro 5 montado completo

Agora vamos amarrar as patinhas com o próprio tecido verde claro fazendo um círculo tal como na foto.

dinossauro 6 montado

Então, o Ringo não ficou lindo???

dinossauro 7 montado

“Se você fosse sincera, ô ô ô, Aurora! Veja só que bom que era, ô ô ô, Aurora…!”