Guia normal ou retrátil? 

  

Já falamos sobre tipos de coleiras, mas e quanto às guias? Quais são as opções disponíveis?

A Dina Nina usa dois modelos diferentes: uma guia normal (de tecido) e uma guia retrátil. O modelo convencional é uma faixa do mesmo material da peitoral, podendo ser nylon, couro, metal, etc. Há exemplares estampados ou lisos, alguns contém apliques de borboletas, flores, ossinhos ou outras fofuras. Aliás, quando falamos em guia, é provavelmente essa a imagem que vêm à cabeça das pessoas. O comprimento pode variar, sendo as mais curtas melhores para você ensinar seu cãozinho a passear, pois fica mais fácil mantê-lo sob controle. Versões mais longas, por outro lado, podem deixar o passeio mais leve e agradável para o cão. Atenção ao material e à espessura da guia, pois as muito finas podem machucar as mãos, além de terem durabilidade inferior.

 

Caso seu animalzinho seja daqueles que puxam durante o passeio, há modelos que possuem uma espécie de “mola” entre o trecho que se prende ao cão e o que fica na mão do dono, suavizando o puxão por dissipar a energia. Nunca utilizei nenhuma guia assim, pois com a minha pequena não é necessário, mas acredito que valha a pena para aqueles cães fortinhos.

A guia retrátil, por sua vez, dá mais liberdade ao cão, pois com ela é possível se afastar mais do dono. Com esse tipo de guia, o comprimento vai aumentando com a distância, e diminui automaticamente quanto o cão se aproxima. É importante comprar um modelo que suporte o peso do seu amiguinho, porque num momento de empolgação ele pode se esquecer de que está preso e dar “trancos” na guia. É imprescindível, ainda, optar por um modelo seguro e de um fabricante confiável, pois já ouvi histórias de guias retráteis que se desmancharam na mão do dono! Olha o perigo!

DN guia retratil

Com a Dina, normalmente usamos a guia convencional nos passeios curtos, como voltas no quarteirão, pois é mais fácil mantê-la afastada da rua e protegida. Já nos parques, optamos por usar a guia retrátil e deixar a pequena se esbaldar! Ela adora! Faz amizade com outros cães, explora as árvores/lagos/pedras, tenta correr atrás dos pássaros…

Enfim, há uma ocasião para cada guia. Acho válido possuir os dois modelos e usá-los conforme a necessidade, além de sempre haver uma segunda opção caso uma das guias estrague ou desapareça. E seu cãozinho? Que tipo de guia ele usa?

Anúncios

5 comentários sobre “Guia normal ou retrátil? 

  1. Adorei seu blog , tenho sete lhasa apso e um shith-zu. São raças lindas , uns amores, mas é preciso muito cuidado. Seu blog é muito bacana e me identifiquei com seus posts. Parabéns seus bebês são lindíssimos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s