Shampoo Neutro e Condicionador – Ibasa

Imagem6

Hoje venho falar de um produto “BBB”,  o famoso bom, bonito e barato. Ele é bom, pois cumpre exatamente com o proposto; bonito, pois está num frasco moderno e de fácil uso e barato, porque é barato pelo nível que tem, que pode com certeza se comparar a grandes marcas cujo valor quase dobra.

Veja uma foto dos peludos antes da transformação:

Imagem2

De acordo com a marca:

Shampoo Neutro

O Shampoo Neutro IBASA é um produto de alto rendimento usado no pré-banho e banho de cães e gatos. Formulado com componentes com grande poder espumógeno que limpam sem agredir. Contém um excelente silicone e a inconfundível fragrância original IBASA. Proporciona limpeza, maciez, brilho e perfume à pelagem.

Modo de usar:

Molhar o animal e aplicar o Shampoo Neutro IBASA, esfregando-o até obter uma espuma homogênea. Enxaguar. Repetir o procedimento, se necessário. A concentração do produto permite que seja diluído em 1 parte de shampoo para até 4 partes de água. Para um melhor resultado, após o shampoo, utilize o Condicionador IBASA. Somente uso externo.

Condicionador

O Condicionador IBASA é ideal para ser usado após o banho de cães e gatos, como desembaraçador de pelos e para melhorar a penteabilidade. Possui a inconfundível fragrância original IBASA.

Modo de usar:

Após o banho do animal, retirar o excesso de água do enxágue para aplicar o Condicionador IBASA na pelagem úmida. Colocar a quantidade necessária na palma da mão, fazer movimentos circulares com as mãos a fim de espalhar bem o produto nas palmas e dedos. Aplicar na pelagem do animal a partir das pontas até a raiz, espalhando e massageando o produto suavemente. Evitar aplicar o produto diretamente na raiz. Deixar o produto agir por alguns minutos, enxaguar e secar bem. A concentração do produto permite que seja diluído. Diluir 1 parte de produto para 1 parte de água, para facilitar a aplicação com a mão. Somente uso externo.

CUIDADOS

Quando o produto for diluído, utilizar água potável para a diluição e fazer uso imediato. Evitar o contato do produto com os olhos, boca e focinho do animal. Caso isso ocorra, lavar com água em abundância. Procurar um médico veterinário, caso ocorra uma irritação ocular persistente. Conservar o produto em local seco e fresco, ao abrigo da luz e fora do alcance de crianças e animais.

A Ibasa está no mercado desde 1990, começou com fabricação de produtos farmacêuticos para uso veterinário e desde então vem crescendo no segmento pet. Em 2009, conquistaram o selo de Empresa Inovadora da Anpei (Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras).

2

Normalmente diluo o Shampoo e Condicionador exatamente como manda a embalagem. Na minha opinião é um ótimo produto, talvez mudaria apenas o aroma. Porém há muitas pessoas que adoram o cheiro, realmente é uma questão de gosto. O cheirinho dura até o próximo banho.

A consistência, como dá para perceber pela foto, é bem na medida, e é bem fácil para diluir. Admito que nem sempre tenho tempo para fazer esse processo todo, e acabo passando diretamente no pelo – mas sei que dessa forma estraga mais a pelagem, o certo mesmo é seguir sempre o que a marca manda.

Como é um produto barato, muita gente não dá o seu devido valor. Mas acho que todos deveriam experimentar os produtos da marca, garanto que não irão se arrepender!

Vou deixar algumas fotos (principalmente da Jolie, que está com o pelo longo) para vocês perceberem o brilho que fica no pelo.

1

Imagem3

 

Já curtiu nossa fanpage e já está nos seguindo no Instagram?

Anúncios

Tosa na tesoura!

20141121_201359Quem tem pet peludo sabe muito bem o dilema que é: “tosar ou não tosar, eis a questão”. A decisão de tosar é muito pessoal e às vezes ocorre por vontade, às vezes por necessidade. De qualquer maneira é bem vinda, seja na máquina ou na tesoura. Nossos dois últimos posts falam sobre a tosa na máquina, ambos com resultado muito positivo. Mas hoje quero falar um pouco sobre a experiência sobre a tosa na tesoura.

A Mel ainda não tinha feito uma tosa mais curta, os últimos cortes foram apenas para acertar o pelo e eliminar o efeito filhote. Até que veio a vontade de deixá-la mais fresquinha para o verão e acertar melhor os pelos. Confesso que estou apaixonada. Amo-a peludona, mas ficou uma baby linda tosadinha!

A tosa na tesoura precisa ser feita por um bom profissional (como todas as outras), uma pessoa atenta e com paciência. Minhas principais dicas são: acompanhe de perto e busque referências. A tosa na tesoura não é feita por muitos, até porque é um trabalho mais demorado e requer mais atenção.

Levamos cerca de 3h nessa tosa. Não é nada rápida e, se seu cãozinho for muito agitado, não aconselho. O petshop já é conhecido, o pessoal conhece a Mel desde filhote e até duvidaram quando disse que a tosaria um pouco mais. Conversei com a tosadora, que entendeu direitinho o que eu queria! Pedi que fosse aparado bem o peitoral, e no comprimento queria algo após a barriguinha e que fizesse chanel na parte da cabeça (amo!) sem mexer em focinho e franja (prefiro a Mel assim). Também disse que não era necessário mexer no rabinho, apenas aparar.

Olhem como ela estava um tanto peludona!

MEL 01

 

mel 02

Eu gostei bastante do resultado, a Mel ficou mais saltitante e mais fofa <3! E sim, ela faz pose pra tirar foto e sorri também! rsrs

E aí, se animou com a tosa para o verão? Conte pra gente!

Já curtiu nossa fanpage e já está nos seguindo no Instagram?

Tosar na máquina estraga o pelo?

Muitas pessoas têm medo de que o uso de máquina na tosa estrague o pelo de seu cão. Aí, vão mantendo o bichinho sempre com os pelos longos (ou tosando somente na tesoura), com receio de que aquele pelo macio e sedoso se torne algo armado e cheio de nós. Mas será que isso faz sentido?

No caso específico da Dina Nina, não. Ela já foi tosada na máquina três vezes, sendo as tosas tão curtas que ficou parecendo “carequinha” exagero. Na primeira vez, ela tinha quase seis meses e voltou tão lindinha que minha mãe e minha irmã começaram a defender a bandeira “Dina tosada” desde então.

Na segunda vez, ela foi tosada porque relaxei na escovação e a pobrezinha ficou cheia de nós! Daria pra tirar com um desembolador, mas sou da opinião de que “pelo cresce de novo” e não queria que ela sofresse sendo desembaraçada – preferi tosar logo. Ficou parecendo um filhotinho novamente! Não preciso nem mencionar o sucesso que fez com o #teamDinaTosada né?

dina tosada

Dina Nina tosada em diferentes fases

A última tosa foi em fevereiro desse ano, pra cirurgia de castração. Hoje, 9 meses depois, os pelos não estão arrastando no chão (nunca chegaram nesse comprimento, pois com esse tanto de tosa nem deu tempo!), mas estão relativamente longos e tenho uma Dina peluda em casa. A pelagem dela continua lisa e macia, é sedosa e tem bom caimento. Não acho que a máquina de tosa tenha causado algum estrago.

O que define a estrutura do fio é a genética. Não é o uso ou não de máquina que vai deixar um pelo liso ondulado (ou vice versa). É claro que usar bons produtos, uma lâmina afiada (que não “mastigue” o pelo) e contratar um bom profissional ajuda a não estragar o pelo de seu cão. É importante também escovar diariamente (ou pelo menos umas 4 vezes na semana), fornecer uma alimentação de qualidade (pelo precisa de nutrientes) e fazer hidratações frequentes, o que ajuda a melhorar a maleabilidade dos fios (na Dina, alterno hidratações à base de argan, chocolate e queratina. Em TODOS os banhos peço pra fazer hidratação).

dina peluda pos tosa

Dina Nina peluda em diferentes fases

O Cerberus, a Chloé e a Yuppie também já foram tosados na máquina e agora estão bem peludos novamente. E adivinha? Nos três a pelagem cresceu exatamente como era antes!

cer chloe yuppie tosados e peludos

Pode ser que com seu cãozinho seja diferente? Pode. Mas, antes de culpar a máquina, seja consciente em relação aos cuidados que você tem com a pelagem do seu amigo!

E aí, já curtiu nossa fanpage e já está nos seguindo no Instagram?

Tosa na Máquina

Essa semana o calor aumentou demais no Rio de Janeiro e eu senti que precisava fazer algo pelos meus peludos. Aqui sempre os mantive na tosa bebê, mas dessa vez resolvi baixar um pouco mais o pelo. Fica bonito? Não, não fica. Porém vamos desapegar, né?! Porque afinal pelo cresce.

As duas formas mais pedidas de tosa na máquina são a de corpo inteiro (sendo tosada, também, a cabeça) e a forma que eu fiz, que não mexe na cabeça nem no rabo, só abaixa o pelo do corpinho. Já que muitas mamães tem curiosidade de tosar na máquina, mas não tem noção de como fica essa tosa em um Shih Tzu, aqui está um post bastante ilustrativo!

Pedi exatamente assim: “Quero o rostinho arredondado bem baixinho, o rabinho com uma leve aparada, e o corpinho bem baixo.” Não farei essa tosa sempre, mas acho que vale pra esses meses em que estamos enfrentando sensação térmica que chega a 40º graus – imagina os bichinhos estão com um casaco de pelo! Então, o que a gente puder fazer pra ajudar, tem que ser feito.

Atenção! Não estou dizendo que precisa fazer uma tosa tão radical como essa, somente se você sentir que tem necessidade, como eu senti. Pensei na hora de secar (aquele secador quente é um tormento tanto pra eles como pra nós), além disso o banho fica muito mais rápido, e juntando todos os benefícios estressa bem menos o cão, que já esta irritado pelo calor.

Seguem algumas fotos do Mylow e da Jolie tosados:

Collage 2014-11-06 22_27_38-1

 

Collage 2014-11-06 22_37_28-1-1

 

Como falei, é um exemplo de tosa, e espero ter ajudado quem tinha curiosidade de como fica a tosa na máquina. Ahh, vai, nem ficou tão ruim assim! kkk

E aí, já curtiu nossa fanpage e já está nos seguindo no Instagram?

 

Sorvete para pet!

SORVETE PET 01

Com a chegada do verão e as ondas de muito calor, a saída é refrescar: além de muita água, os sorvetes para animais também são muito bem vindos – claro que em doses moderadas. Para quem ainda não conhecia a novidade, a ideia faz o maior sucesso entre a cachorrada! No mercado pet, já é possível encontrar em diferentes tamanhos e sabores.

Que fique bem claro: não é para oferecer nosso sorvete humano para os pets, mas sim sorvete feito especificamente para os nossos pequenos. Eles também sofrem com o calor e merecem se refrescar de alguma forma. Os sorvetes para humanos são expressamente proibidos para cães e gatos, uma vez que eles possuem alto índice de açúcar e outros ingredientes prejudiciais que podem causar intoxicação e provocar sintomas como aceleração do ritmo respiratório, ofegância, aumento da temperatura corporal, incontinência urinária, etc.

Para quem curtiu a novidade, a gente separou uma receitinha super simples do site “Cachorro verde”.

 

Receitinha de Sorvete caseiro para cães

Você vai precisar de:

  • Pedaços de fruta, da sua preferência, sem sementes (abacaxi, morango, melão, laranja, manga, etc) – A quantidade de fruta vai depender de como você prefere o sorvete: mais ou menos concentrado.
  • Um pouco de água – apenas para ajudar a liquidificar a fruta, assim o sorvete fica mais homogêneo, encorpado e, claro, mais saboroso!
  • Uma bandeja de gelo – para dar forma aos sorvetinhos!

SORVETE PET 02

Instruções:
Pique a fruta escolhida (abacaxi, morango, melão, laranja, manga, etc) em pedaços e descarte as sementes e caroços.
Bata no liquidificador. Adicione água se necessário para ajudar a liquidificar a fruta, mas é legal utilizar o mínimo possível. Com uma melancia praticamente nem tem necessidade, pois ela já tem muita água.
Despeje o líquido em uma bandeja de gelo de modo a preencher cada espacinho e leve ao freezer. Deixe lá até congelar.
Congelou? Está pronto o Sorvete de Frutas! Agora é só desenformar os cubinhos e servir para seu peludo se refrescar à beça no calorão!

Além da receitinha, você pode contar com outras opções como: cortar cenourinha, beterraba e outras frutinhas, colocar no frezzer e depois é só oferecer. Um petisco saboroso e refrescante!

E aí, já curtiu nossa fanpage e já está nos seguindo no Instagram?