Os cães sentem calor?

dina tosada x peluda

Tenho visto uma enxurrada de gente nas redes sociais com a grande dúvida: tosar ou não tosar com todo esse calorão? Se você estiver convencido de que cachorros têm sentimentos e inteligência (aqui as minhas peludinhas me amam, ahhhh, me amam sim!), é evidente que vai concordar que eles também sentem FRIO e CALOR, embora em níveis um pouco diferentes dos nossos.

Eu sempre ouvi que “cães suam pela língua” e que o pelão não influencia em nadinha o calor que eles sentem – inclusive eu já tinha pesquisado isso antes por morar numa região em que, seja janeiro ou julho, o calor domina. Por aqui o normal é os termômetros marcarem 28° num dia nublado!

Mas, então, o que dizem os especialistas e entendedores do assunto? Existe ou não a tal da proteção térmica que a pelagem proporcionaria?

Acompanhei um tosador recentemente numa discussão ferrenha pelas redes sociais levantando a bandeira dos pelões. Mas vi estudante de veterinária e a própria veterinária que cuida das minhas peludinhas defender que pelões podem sim ser prejudiciais no verão e ocasionar ainda mais cansaço e fadiga (daí desencadeia todo um processo de falta de apetite, sonolência, mudança de temperatura e também de pressão arterial, disfunção cardiorrespiratória, desidratação, desmaios, vômitos, etc). E então, quem tem razão?

A idéia de que os cães suam pela língua é mito! O cão tem células sudoríparas na parte de suas almofadinhas – que interessante esse mundo animal! Imagina se suassem pela pele, como nós humanos? Os pelos ficariam oleosos com uma frequência sem igual e assim precisariam de tanto banho como nós! -. Então a transpiração se dá apenas pelas patas. E a língua – sim, ela tem uma participação – atua resfriando o corpo, fazendo a troca do ar quente (interno) pelo ar frio (externo) – daí percebermos os cães sempre de boca aberta no famoso “aff aff” habitual.

Para piorar a nossa situação – ou a dos nossos amiguinhos – os shih tzus têm maior dificuldade em manter o ar frio inspirado devido ao seu focinho curto, tornando a época de calor bem complicada.  E então deixo uma dica: nos dias quentes, os passeios devem ser durante os horários mais frescos – nada de sair tamanho meio-dia! Imaginem que, com o chão quente, podem ocorrer queimaduras nas almofadinhas e diminuir ainda mais a área de transpiração do seu amiguinho. E, numa rápida aula de biologia, o sistema de sudorese auxilia na manutenção da temperatura do organismo, diminuindo-a (resfriando) – ninguém aqui vai querer seu animalzinho pegando fogo, né?

Então fato é que a pele dos nossos peludinhos não possui glândulas sudoríparas, mas a sensação térmica é por eles sentida e sofrida assim como é para os humanos. Aliás, pior, haja vista eles suarem por área infinitamente menor que nós.

Lembra do tal isolante térmico que falei no início do post? É verdade, a pelagem atua como isolante térmico sim, mas em dias quentes a pelagem não tem nenhum sistema de resfriamento divino que combata o calor. Portanto, só piora a sensação dos nossos amiguinhos, que retêm ainda mais o calor no seu organismo, enfrentando dificuldade maior para conseguir se resfriar. E o shih tzu ainda está triplamente nos grupos de riscos: tem focinho curto, em geral apresentam pele seca e tem pelagem compridona.

Outra função da pelagem é proteger do sol. Dai aparando-os não estaríamos expondo nossos peludinhos? Não, definitivamente, não. Ninguém aqui vai passar máquinha zero (a menos que seja necessário) no seu amiguinho, expondo de uma vez a pele do animalzinho. Aliás, com pelo comprido ou não, importante manter o protetor solar em dia! O intuito é aparar os pelos de modo que circule mais vento e os deixem mais a vontade no calorão que anda fazendo.

Nessas horas, o melhor a fazer é prezar pelo bem estar e saúde do animal. Eu, que sempre defendi a pelagem comprida, estou me rendendo e vendo que pode sim ser mais uma barreira para eles enfrentarem durante os dias quentes.

Então, tendo eles a percepção do calor, nos resta saber se a pelagem vai mesmo interferir nisso ou não. As nossas sensações de frio ou calor têm um componente objetivo, ligado à temperatura do ambiente, e outro subjetivo, relacionado à pessoa em si e seus padrões de percepção. Com os peludinhos, acontece da mesma forma, cada organismo reage de forma diferente, sendo que alguns se sentem mais incomodados com os pelos compridos, sim!

Resultado? Tô indo ali marcar a tosa das minhas duas mocinhas. E vocês? Desapeguem, pelo cresce rapidinho e eu tô preferindo ter duas serelepes em casa do que duas mocinhas de vitrine!

E aí, quem aderiu ou aderirá ao pelo curtinho? Não se esqueçam de nos mandar fotos pela nossa fanpage, e contem suas experiências pra gente! E se quiser acompanhar o dia a dia da turminha, sigam nosso Instagram.

Anúncios

10 comentários sobre “Os cães sentem calor?

  1. A Safira mudou muito após a tosa e eu só tirei um pouco do comprimento. Segunda minhas meninas estarão no salão tosando pra poder aguentar o verão. E viva o pelo curto hahaha.

  2. Adorei o texto, a Jade será tosada amanhã. Eu percebo que ela fica mais ágil e serelepe quando toso baixinho. Fico com dor no coração, pois grande parte da beleza do shih tzu está na pelagem. Mas prefiro um cão menos bonito e mais feliz do que o contrário !

  3. Senti muito orgulho de ti. Seu texto foi bem explicativo e direto ao ponto. Os cães podem ter sensações de frio e calor diferentes um dos outros, assim como nós. Muitas mulheres passam o verão inteiro de cabelo solto e sentem bem, enquanto outras ficam quase loucas com tanto calor. Parabéns pelo texto.

  4. Achei o post super interessante, e atinge uma questão um tanto polêmica. Tenho 3 persas e 1 shih tzu: pêlo que nao acaba mais! Aqui em curitiba tem feito cada vez mais calor no verão, mas felizmente é por um periodo curto de tempo. Assim como os meus pets, odeio o calor, o verão e tudo relacionado a ele. Mesmo assim nunca tosei os meus animais, e concordo exatamente com o que já comentaram: a beleza destas raças está exatamente na pelagem 🙂
    Portanto sou contra esta prática. Acho que eles conseguem aguentar algumas semanas de calor do verão, e o ar condicionado da uma ajuda extra. E logo chega o outono e tudo fica bem novamente. Mas e quem mora no litoral? Ou quem mora em lugares super quentes? Bem, eu nao teria um animal de pêlo longo morando numa cidade assim 🙂 Simplesmente nao combina, a própria anatomofisiologia do animal não suporta tanto stress. Então, no fundo, acredito que a questão seja ter ou nao ter animais deste tipo em climas pouco amigaveis a eles 😉

    Abraços e parabéns pelo blog!

    • Obrigada Carlos! Mto bom o seu ponto de vista. Acho q uma série de questões devem ser levadas em conta na hora de escolher o Pet e ter todos os cuidados necessários para que seu animalzinho tenha uma vida confortável e feliz. Abs

  5. Ótimo seu post. Sou veterinária e sempre recomendo que se aparem os pelos dos animais nas estações quentes. Só preciso fazer uma pequena correção: eles não “suam pela língua”… A troca de temperatura se dá a nível dos pulmões, quando o ar frio da inspiração entra pela boca e narinas.
    O que se vê pingando da língua é, na verdade, ar condensado em forma de água, assim como acontece com as tampas das nossas panelas, ok?
    Um abraço!

  6. Olá, ressalto que é preciso que você realize uma pesquisa um pouco mais profunda.
    Sim, os cães tem sim glândulas sudoríparas na pele. Quando o cão esta entrando em estado de “Intermação”, ou seja, hipertermia, o cão soa como um humano. Infelizmente isso eu tive de aprender na prática com um dos Dermatologistas mais respeitados do Centro-Oeste do Brasil.
    A Tosa trás conforto ao cão e ainda mais aos proprietários.
    É interessante se aprofundar ainda mais no assunto e se surpreenderá com mitos.
    Um grande abraço e parabéns pelo texto.
    Johnatan Skolimoski

  7. Minha mocinha Paty tem a pelagem enorme e sente muito calor agora teve filhotes oque piorou ainda mais. Me recomendaram não leva-la para tosa pois pode ficar estressada e secar o leite ou ate mesmo os filhotes n a reconhecerem e a rejeitar. Então oque devo fazer para aliviar o seu calor sem prejudicar o aleitamento dela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s