Trocando a ração de filhote para a de adulto

Vai chegar essa hora pra todo mundo! E pode ser por vários motivos: o cão pode enjoar de uma marca, desenvolver alguma alergia, ou, então, algo que acontece com todos: chegará à idade adulta.

Embora tenha lido muita coisa antes da troca, quando fui fazer a transição, o Mylow passou muito mal, com fortes vômitos e disenteria. Fui correndo para veterinária e expliquei como tinha feito, e ela disse que o estômago dele é bem pequeno e que o que parecia pouco para mim, era muito para ele. E que a forma que fiz não serve para cães de pequeno porte. Eu me senti super culpada por ter feito aquela bolinha de pelo ter passado tão mal. Ela receitou dois remédios para segurar a diarreia e o vômito e passou um soro para dar de hora em hora. Como achei que soubesse como fazer e errei, quero compartilhar com vocês a forma adequada (indicada pela veterinária) e a forma que tive que fazer com o Mylow, já que ele havia passado mal.

Conforme a veterinária me explicou, com o shih tzu, que é uma raça de pequeno porte, a introdução da nova ração deve ser feita por grãos. A cada refeição, você deve introduzir 2 a 3 grãos. No caso do Mylow, que comia 2 vezes ao dia, eu colocava a quantidade normal de ração antiga e acrescentava 3 grãos da nova pela manhã e 6 grãos à noite, e assim consecutivamente. Ela falou que esse processo poderia chegar a 2 semanas, que não precisa ser rápido. É importante ter uma quantidade boa da ração antiga, para que não falte nesse tempo da adaptação.

Como o Mylow passou mal, tive que fazer de uma forma diferente e mais lenta. Aos 10 meses, troquei da Royal Canin Mini Junior para Premier Raças Pequenas. Já ouvi muitos relatos de pessoas dizendo que a Premier é mais forte, e vários cães tendem a passar mal na hora da troca, mas só fiquei sabendo disso depois. Como ele passou mal, mesmo depois de ser medicado e tomar o soro, ainda estava fraco. Precisei alimentá-lo apenas com arroz e frango desfiado por um dia, e depois fui acrescentando a ração antiga junto com 2 grãos da nova em cada refeição. Fiz a transição bem lentamente, acrescentando os 2 grãos por refeição até que houvesse mais ração adulto do que filhote. Então foi possível adicionar somente a nova ração e aos poucos retirar o arroz com frango, que ele tanto amava. Tudo isso demorou umas 2 semanas e meia, mas valeu a pena, pois o Mylow nunca mais passou mal com ração.

A troca de ração não é uma coisa tão simples, que possa ser feita de qualquer jeito. Para um cachorro de grande porte às vezes já é complicado, imagina pra um de pequeno porte. Então vamos fazer com o menor impacto possível!

Anúncios

2 comentários sobre “Trocando a ração de filhote para a de adulto

  1. Pingback: Falta de apetite, o que fazer? | Shih Tzu Café

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s