Feliz Natal

topo

natal base

Anúncios

Resenha: Intense Repair System Liss Ease

Xodó das tutoras loucas com o pelo de seus cães, o Intense Repair System Liss Ease é uma máscara de hidratação reparadora específica para pets da Pet Society, marca de cosméticos para esse segmento.

De acordo com a empresa, o Liss Ease é um produto para promover hidratação profunda e intensa, reconstrução, texturização, queratinização e nutrição da pelagem, além de conferir brilho e maciez. O produto é específico para cães de pelagem longa e lisa, intensificando esse aspecto do pelo. De acordo com informações da Pet Society, por essa máscara ter em sua composição ingredientes naturais, e não silicone, ela pode sim ser utilizada semanalmente, caso o cão necessite.

Depois de ver os resultados no Cer, fiquei alucinada pelo Liss Ease e precisava dele para minha vida fazer sentido (dramática, eu?). Acabei ganhando a máscara em um amigo secreto e a mão já coçou para usar! Então, no próximo banho, pimba!

Utilizei de acordo com as instruções da embalagem. Primeiro, removi a sujeita do pelo com um shampoo também da Pet Society (não lembro se o da linha normal ou o da linha Megamazon). Após o enxágue, apliquei a máscara ao longo da pelagem e deixei agir por cinco minutos, tentando entreter um Capuccino muito impaciente. Após a espera, alegria: água quentinha! Após tirar o excesso de umidade com a toalha e secá-lo com o secador, enquanto escovava os fios, a alegria foi minha: o pelo do Tino parecia, sim, mais liso, mais saudável e um pouquinho mais pesado! Imagino que o efeito do pelo mais pesado se intensifique com o uso prolongado da máscara.

image

E agora, vamos ao antes e depois! Estreando, um Capuccino imundo e todo zoado.

E aqui, pós maratona de tortura banho e escovação, ta-daaaa! Um lord inglês!

image
image

Kong Wobbler

kkw

Dizem que muitos cães, à medida que passam da fase filhote e chegam à idade adulta, tendem a recusar uma das refeições diárias e optam naturalmente por se alimentarem apenas duas vezes ao dia. Com a Dina Nina, isso nunca aconteceu. Gulosinha desde sempre, essa peluda come tudo com afinco e ainda lambe o potinho no final! E o faz com tanta avidez que toda a refeição não dura sequer 1 minuto…

Tentando fazer com que a Dina deixasse de comer como o Shrek e se alimentasse com a calma de uma dama, adquirimos para ela o Kong Wobbler e passamos a colocar pelo menos uma das refeições diárias no interior do brinquedo. Sim! O kong wobbler, assim como vários outros brinquedos do mesmo fabricante, é recheável! Assim, pode ser usado tanto para distrair seu cão quanto para alimentá-lo, funcionando como uma alternativa ao pratinho de refeições.

Fabricado pela Kong com um polímero aprovado pela FDA (Food and Drug Administration, agência norte-americana que regulamenta e supervisiona a segurança de produtos que possam afetar a saúde), ele tem o formato característico dos demais brinquedos da marca. No centro, há um sistema de roscas que permite que o produto seja aberto e facilmente recheado com a ração ou petisco de sua escolha (e da preferência do seu pet).

Como a parte inferior é mais pesada, o Kong wobbler se movimenta como um joão-bobo. Na parte superior, há um pequeno orifício lateral que permite a saída de grãos de ração. Mas o furo é pequeno e a ração só cai se ele estiver na posição exata. Ou seja, desafio físico e mental na certa! É preciso que o cachorro use todos os seus sentidos para ser recompensado. E é justamente a recompensa que o mantém entretido e interessado no brinquedo.

Quando a Dina ganhou o Kong Wobbler, aos quatro meses de idade, ela precisava pular em cima dele pra conseguir liberar o petisco. Hoje, basta bater nele com a pata. Porém, a imprevisibilidade de movimentos faz com que cada refeição seja sempre desafio.

Serviu para o meu propósito inicial? Em partes. Quando utiliza o Kong Wobbler, a Dina Nina se alimenta mais devagar. Porém, continua comendo como o Rói Corrói em todas as refeições feitas no potinho. Todavia ela se diverte bastante com o Kong Wobbler e dá pulos de felicidade quando o colocamos no chão. Então acho que valeu a pena a aquisição!

dina

Comparação: Shampoo Branqueador Granado X Ibasa

granado x ibasa

Olá! Hoje vou falar sobre 2 xampus que tenho usado. O xampu branqueador promete eliminar o amarelado do pelo do seu animalzinho e deixar o pelo mais iluminado. Sei que há várias outras marcas no mercado pet, sou louca para usar algumas delas! Mas, por enquanto, vamos analisar apenas Granado e Ibasa.

De acordo com a marca:

Shampoo Azul – Granado

Sua fórmula à base de coco, com agentes clareadores, elimina o tom amarelado dos pelos brancos, além de manchas e pontas queimadas provocadas pelo sol. Realça a cor natural da pelagem de cães, gatos, eqüinos e bovinos. Fragrância: Notas de Topo – Lavanda, Lima da Pérsia. Notas de Corpo – Eucalipto. Notas de Fundo – Sândalo, Flor de Laranjeira, Patchouli

Shampoo Branqueador –  Ibasa

O Shampoo Branqueador IBASA é um produto de alto rendimento usado no pré-banho e banho de cães e gatos de pelagem branca. Formulado com componentes com grande poder espumógeno que limpam sem agredir. Contém um branqueador óptico, que é uma substância eficaz, segura e estável e também um excelente silicone e a inconfundível fragrância original IBASA. Proporciona limpeza, maciez, brilho e perfume à pelagem branca.

Minha opinião:

Shampoo Azul – Granado

Foi o primeiro que usei com o Mylow. Não tenho nada negativo para falar dele, na minha opinião cumpre na base do possível com o que propõe. Porém o xampu não retira o amarelado de queimado das patinhas e do bigode, ele apenas suaviza. Ele deixa o pelo do Mylow bem branquinho e brilhoso, adoro e acho que pelo preço super vale a pena testar. No momento é o que estou usando e não pretendo trocar.

Shampoo Branqueador –  Ibasa

Resolvi comprar depois de ter escutado elogios do produto, o preço também é super baixo, e vale a pena testar. Por que digo testar? Porque nem sempre o que é bom no pelo de um cachorro, será bom pro outro também. Na minha opinião,  também cumpre o papel de clarear e iluminar o pelo branco,  só que tem um detalhe: o produto só faz o efeito desejado, se for utilizada água quente na lavagem! Em certo dia bastante quente aqui no Rio de Janeiro, me peguei usando esse xampu e me dei conta que a água estava bem fresca. Conclusão? Estava gastando produto à toa, pois ele não iria fazer o efeito que eu desejava.

Conclusão

Em questão custo-beneficio, os dois estão empatados, pois ambos tem um preço bem justo. Porém fico com o da Granado, porque acho que o pelo fica mais iluminado e não preciso me preocupar se a água vai estar numa temperatura ideal para o produto fazer efeito.

OBS: Xampu branqueador não deve ser  utilizados em filhotes.

E vocês, já utilizaram algum desses produtos? O que acharam? Qual vocês usam?

Vamos passear na cidade maravilhosa?

TOPO

Passeio é bom e todo mundo gosta, a começar pelo seu peludo! Aqui no Rio de Janeiro, existem alguns bons destinos para passear com seu cãozinho. Alguns lugares são muito legais para um passeio em família. Juntamente com um grupo de amigas, organizamos alguns encontros de Shih Tzus, e alternamos nossos destinos em um desses lugares. É sempre muito agradável passear com os dogs e aproveitar para rever os amigos!

Um dos favoritos fica na Lagoa, zona sul da cidade, tradicionalmente conhecido como “parcão”. Ele é de fato um parque para cão, está localizado na altura do parque cantagalo. O Parcão é todo cercado e com dois portões para evitar qualquer problema de fulga, com chão batido de terra e onde os cães brincam sem guia ( e se sujam também rsrs). Com espaço suficiente para a cachorrada correr e se divertir, é sem dúvida um ótimo programa de domingo. Ele possui mais dois espaços, um reservado para quem não quer ficar no meio da agitação e o outro destinado para treinos. O parcão tem bancos, como se fossem de praças, e muitas árvores o que ajuda muito nos dias quentes. Sem falar do lugar lindo e maravilhoso que é a Lagoa e a sua vista deslumbrante! Para quem for de carro, o local possui estacionamento pago (R$ 2,00). Endereço: Av. Epitácio Pessoa – Lagoa (próximo ao parque Cantagalo e atrás do campo de beisebol).

imagem lagoa 01

Um lugar muito tradicional, também na Zona Sul, é o Aterro do Flamengo! Um local amplo e democrático, espaço é o que não falta para um bom passeio e uma saudável caminhada. O local têm muita área gramada e uma vista maravilhosa! Nos fins de semana, as pistas são interditadas, deixando espaço liberado para atividades. Excelente para as manhãs ou fins de tarde.

Aterro

Outra dica, não muito conhecida para passeios caninos, mas é um lugar bonito e tranquilo de ir e passar uma boa parte do dia é o parque ‘Quinta da Boa Vista’, localizado na zona norte da cidade, no bairro São Cristóvão. Um lugar pouco divulgado, mas muito famoso pelo seu amplo espaço e sua beleza histórica, pois ela abriga  a antiga residência da Realeza. A Quinta é um lugar muito agradável e muito arborizado. Aos domingos costuma ficar bem cheio, mas nada que atrapalhe o seu passeio. Os cães só estão proibidos na área do Zoológico; durante o passeio eles precisam andar com a guia, podendo soltar apenas se não houver perigo para o seu cão ou para alguém.

imagem quintaboa vista

Aqui na cidade maravilhosa, existem outros destinos um tanto legais para sair com seu dog, mas logo mais à frente a gente volta com mais dicas e informações sobre os locais!

Vem chegando o verão…

foto 1(8)

Ahhh, o verão está ai na porta, e todos os brasileiros desfrutarão do calorzinho que só encontramos por aqui. Dia 21/12/2013 é aberta oficialmente a estação mais aguardada pela maioria. Vão começar os álbuns nas redes sociais matando de inveja os mortais que não moram em cidades praianas com paisagens lindas e tentadoras.

foto(3)

Mas vamos combinar, nosso país, que tem 7.367km de litoral, com extensa faixa de areia para se expor ao sol, pode se sentir privilegiado, sobretudo se formos ainda analisar questões geográficas no que concerne o clima (tropical na maior área do Brasil), então ‘geral’ aproveita o clima de curtição e pouca roupa e desfruta da estação. Dai, com a geração que se vê pelas ruas, preocupada cada vez mais com o bem estar e longevidade, junto com o verão, é chegada a hora de se preocupar com questões de saúde. Sol e praia nos proporcionam momentos alegres, boas gargalhadas e muita curtição. Acho até que deveriam ser sinônimo um do outro naqueles livrinhos de turismo do Brasil. Mas e os cuidados com seu melhor amigo?

Cães precisam de atenção especial nessa época do ano, não só os humanos. E o que se pensa logo que vem à mente o sol e a praia? Filtro solar! A televisão rapidamente fica cheia de comerciais desse tipo de produtos, os encartes de farmácia nos bombardeiam de opções. Mas e os bichanos? Por sorte, cada vez mais vemos veterinários orientando os donos dos peludos, mas ainda assim, é uma pequena parcela que se liga no assunto.

Alguns simplesmente ignoram e sequer pensam que eles também precisam cuidar da pele, não é porque tem excesso de pelo que estão protegidos do sol.  Para alguns pode soar como exagero, mas cães também podem ter complicações pela exposição inadequada ao sol. Cães com pele e pelagem clara ou albinos, focinho despigmentado, e que ficam expostos ao sol por bastante tempo são os mais propensos a apresentar alguma doença, câncer, por exemplo.

Pela disposição do corpo do animal, os cachorros tem focinho, cabeça, pontas das orelhas e dorso como as regiões mais atingidas. No caso dos shih tzus, ainda pode atingir o rabo – que constantemente fica por cima do corpo. Dai a orientação dos veterinários de aplicar o protetor solar nessas regiões. Aqui, como as minhas duas tem a pele bem clarinha e, consideradas fígado, tem olhos e focinhos claros, desde a primeira consulta fui orientada a passar protetor nelas. A recomendação é de usar produto específico para cães, ainda mais porque a raça apresenta muitas alergias. Mas não há restrição para o uso de filtro solar humano.

A aplicação é simples, o cuidado maior é com as narinas. Ao aplicar o produto, não deixe que entre nas narinas do seu amiguinho. Das vezes que por descuido aconteceu comigo, a minha fofinha reclamou a beça, fungando o dia todo. Nas orelhas não aplico por manter a pelagem da região longa demais e por ser o shih tzu uma raça que tem orelhas baixas. Passo ainda em toda a extensão do dorso que o pelo fica partido e na parte da cauda que fica exposta. Bem próximo aos olhos também aplico, com mais cuidado ainda, pois fica bem exposto quando amarrado na chuca. A consistência é bem parecida com os protetores solar que usamos, e um pinguinho é suficiente para cada região.

Outra dica é procurar levar seu peludinho para passeios em horários que o sol esteja mais brando, caso a folia seja mesmo com o sol a pino, o jeito é não descuidar do protetor solar, lembrar de reaplicar a cada 30min/1h, tentar ficar próximo à sombra para proteção do sol e oferecer bastante água e aproveitar!

Os seus cuidados de hoje significam anos a mais ao lado do seu amiguinho lá na frente! Não vai custar nada perto de todos os momentos que vocês terão juntos pela frente.

foto(4)

Cadê o esquilo?

IMG_0302

É sabido por todo – ou quase todo – dono de shih tzu que nossos amiguinhos não são exatamente bem classificados na famosa lista de inteligência canina elaborada por Stanley Coren. Mesmo que esse ranking leve em consideração a inteligência para o trabalho e a aceitação de comandos e obediência, não a inteligência instintiva, saber que a raça do seu filhote está em uma das últimas posições não é tarefa fácil para ninguém!

Foi pensando nisso que parti em busca de tudo que pudesse desafiar a inteligência da Dina Nina. Encontrei os mais diversos tipos de brinquedos, adquiri vários e hoje vou falar do Hide-a-squirrel da Kyjen.

A kyjen é uma das minhas marcas favoritas de brinquedos, as pelúcias são de ótima qualidade e não contêm partes perigosas que podem se soltar e machucar o seu cão. Os detalhes como olhos e focinho dos bichinhos são todos bordados, por exemplo. O hide-a-squirrel consiste num tronco de pelúcia com três furos e três esquilos avulsos. O objetivo do jogo é colocar os esquilos no interior do tronco e deixar o peludo dar um jeito de tirá-los de lá, numa espécie de “caçada”. O fabricante sugere que você apresente os esquilos ao seu cachorro antes de colocá-los na árvore, e, caso necessário, coloque uns petiscos no interior do tronco para deixar tudo mais interessante nas primeiras vezes.

Com a Dina Nina nada disso foi necessário. Ela é louca por pelúcias, partiu imediatamente pra cima do conjunto e a brincadeira durou bastante tempo. Quando percebeu que os esquilos possuem squeakers e finalmente conseguiu fazê-los apitar, a alegria foi ainda maior!

fig2

Além de brincar da forma convencional, a Dina também gosta de carregar tanto os esquilos como o tronco pela casa, e se diverte bastante quando entramos na onda e os jogamos para ela buscar. Para isso foi essencial que comprássemos o tamanho Junior, pois assim nossa pequena consegue segurar e transportar o conjunto com facilidade.

Esse brinquedo faz tanto sucesso aqui em casa que acabamos adquirindo outros do mesmo gênero para os demais cães da família: a Tulipa possui dois hide-a-squirrel, sendo um Grande (idêntico ao Junior porém em tamanho maior) e o outro Ginormous (que possui um tronco mais comprido, com seis furos e seis esquilos) e a Vivi possui um ornitorrinco que vem com um furo na barriga e três ovos (também com squeakers) para serem retirados dali. Capuccino, o maroto da turminha Shih Tzu Café, também é dono de um hide-a-squirrel Junior, do qual gosta bastante!

tino

A durabilidade do brinquedo vai depender do seu cachorro: a Dina Nina ganhou o dela no Natal do ano passado, e nesses quase 12 meses de uso todas as partes continuam como novas (estão apenas mais sujas, claro, mas continuam inteiras). Tulipa e Vivi (duas S.R.D. que moram na casa da minha mãe e são bem maiores que a Dina), que têm experiência em rasgar os brinquedos para remover o enchimento e espalhá-lo pela casa, conseguiram fazer o mesmo com os esquilos em menos de 1 mês de uso! Para esses cães mais destruidores, a Kyjen vende separadamente só os esquilos para repor. Já os troncos e o ornitorrinco (juntamente com seus ovos) continuam intactos!

Em suma, é um brinquedo divertido, bonitinho e faz muito sucesso com os cães que conheço! Com a proximidade do Natal, é uma excelente sugestão de presente pro seu amiguinho de quatro patas. Ele vai adorar!

fig3